Precisa de ajuda com seu atendimento?

Caçadora de mim

E quando tocamos a paz em meio ao caos? Experimentamos por um instante nossa verdadeira dimensão. E sentimos medo.  

O que me faz mulher? Me assusto com a pergunta.

Sou mulher porque eu escrevo sobre o universo interior que por si é subjetivo? 

Escrever é se expor.

Quando me exponho me torno vulnerável

Estando vulnerável descubro a força latente que mora ali.

Saber da força na vulnerabilidade

Resistir mantendo a delicadeza

Costurar a rotina, cuidar

Fazer a vida com as próprias mãos 

seguir caindo levantando-se, caminhando

Talvez seja isso…

Esperamos por pessoas que nos encorajem sem perceber que nós é que devemos fazer isso por nós.

Nós somos aquelas que estávamos esperando.

Deusa Tríplice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *