Precisa de ajuda com seu atendimento?

Das Virtudes: A Coragem.

“As mulheres tinham de implorar pelos instrumentos e pelo espaço necessário ás suas artes.” Clarissa Pinkola Estes; Mulheres que Correm com os Lobos pág. 17. Historicamente é necessário compreender que as mulheres não produziram da mesma forma que os homens, não tiveram as mesmas oportunidades, por exemplo de acessar certas informações e desenvolver seus dons e seus talentos. Clarissa comenta de uma época de forte repressão a tudo que era feminino “em que as lacerações espirituais de mulheres profundamente exploradas eram denominadas colapsos nervosos.”

O que podemos aprender com isso? Quando reprimimos nossa natureza e nossos instintos estamos contra as nossas forças interiores. Durante séculos fomos reprimidas sexualmente e tolhidas na nossa capacidade de criar. A voz do feminino foi abafada. E isso lentamente vem mudando.  

Mas como lidar com os nossos instintos em um contexto que não favorece em nada a feminilidade? Nesse caso me refiro a feminilidade para além do gênero, quero dizer as características da polaridade ying sensibilidade, abertura, passividade, receptividade. Essas características não são valorizadas em uma sociedade bélica onde somos todos estimulados a desenvolver o oposto disso a polaridade yang ação, agressividade, uma atitude defensiva, fechada. Sempre dispostos a nos defender e atacar.   

Então como podemos equilibrar nossos instintos no mundo em que estamos?

Ainda podemos criar com autenticidade.

Viver nossa sexualidade de uma forma saudável.

E até mesmo lidar com emoções como a raiva de uma forma mais inteligente, praticando uma luta por exemplo, ou dança colocando essa energia em movimento, porque reprimir e negar a nossa natureza para se adaptar a uma sociedade doente, excessivamente capitalista e individualista não funciona.

Se observe e perceba de que forma você pode harmonizar isso dentro de você.

 A realização tem muito a ver com quão inteiras nos tornamos. 

#autoconhecimento #desenvolvimentopessoal #terapiaonline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *